Mucho Flow 2019: Heavy Lungs e Amnesia Scanner são as primeiras confirmações

Passa para Novembro o festival vimaranense que tem vindo a assumir-se como um palco de descoberta para as tendências emergentes da música. A ter lugar nos dias 1 e 2 de Novembro, a 7ª edição do Mucho Flow será maior e vai ocupar a cidade de Guimarães. Confirmados estão já os nomes dos britânicos Heavy Lungs e da dupla Amnesia Scanner.

Heavy Lungs são uma das primeiras confirmações.

Em ano de celebração dos dez anos da Revolve, editora e promotora responsável pelo evento, o Mucho Flow assume um novo formato, deixando de estar centrado no CAAA para passar a ocupar as mais relevantes salas da cidade. Um formato de festival em movimento que pretende aprofundar a relação do evento com a cidade e aproximar a experiência dos habitantes e visitantes de Guimarães.

De tempos a tempos há bandas que conseguem, de forma incrivelmente ágil, juntar letras inteligentes e acutilantes com uma capacidade quase visceral de incendiar o público em palco. É este o caso destes Heavy Lungs, apontados como uma das descobertas a não perder em 2019. Oriundos de Bristol, o colectivo tem colhido o elogio de pares e imprensa. Tiveram honras de primeira parte na tour de apresentação de Act Of Resistance dos IDLES, com quem editaram um split em finais de 2018; receberam os elogios dos METZ e chamaram a atenção da Loud & Quiet, que os posiciona na linha da frente das novas bandas de punk a saírem do sul da Inglaterra. Estreiam-se em Portugal, no palco do Mucho Flow em Novembro.

Começaram por ser os Renaissance Man, nome debaixo do qual construíram um repertório que, partindo da samplagem de temas conhecidos das pistas de dança, cedo evoluiu para uma exploração de laivos conceptuais sobre a música de dança. Das colaborações com Mykki Blanco às comparações com Arca aquando do lançamento de AS LIVE [][][][][], os Amnesia Scanner transformaram-se num caso sério de criatividade na electrónica de veio experimental europeia, construindo um corpo de trabalho que explora as debilidades dos sistemas, o “overload” de informação e os excessos hedonistas. Na recta final de 2018 lançaram Another Life, um capítulo essencial na desconstrução da música clubbing enquanto espaço de escapismo, que aponta o dedo, como poucos, à cultura contemporânea. De acordo com a editora (PAN), o “avant-EDM” proposto pelo longa duração de estreia reflecte a relação evolutiva entre humanidade e tecnologia num mundo que se demite do compromisso ambiental e social para caminhar, lentamente, rumo à autodestruição. Uma reflexão a não perder em Novembro, em Guimarães.

Os passes gerais super early-bird para o Mucho Flow estão disponíveis até final de Agosto a preço especial de 20 euros e em número limitado. Novas confirmações para a sétima edição do festival serão feitas nos próximos meses.

COMPRAR BILHETES

Mais informações no Evento do Facebook e Instagram do Mucho Flow.